Isadora Jacques Arquitetura

Ladrilho Hidráulico

ladrilho-hidraulico-painel

      A origem do nome ‘ladrilho hidráulico’ vem do seu processo de fabricação, que utiliza água, por este motivo ‘hidráulico’.

    Eles são práticos, artesanais e ecologicamente corretos, isto é, sua produção totalmente artesanal não consome energia nem emite gases, evitando prejuízos ao meio ambiente.

ladrilho-hidraulico-5-portalcasa     ladrilho-hidraulico-4
Os ladrilhos hidráulicos remontam ao século IV, período em que o Império Bizantino dominava grande território entre a Europa e a Ásia. Castelos, palácios e grandes feitos da arquitetura européia do séc. XVII carregam em sua essência, a beleza transmitida pelos ladrilhos – que mostraram excelência ornamental como pisos e revestimentos. Já no Brasil, as primeiras fábricas surgiram no final do século XIX, em São Paulo.

      Segundo o Manual de ladrilho hidráulico (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND, 2010), embora no passado fosse uma alternativa na produção de revestimentos com caráter essencialmente decorativo pelas disponibilidades existentes, em 1960 o ladrilho hidráulico deixou de ser competitivo e muitas fábricas pararam de produzi-lo na medida em que se popularizava o piso cerâmico. O produto foi perdendo status, até se tornar depreciado pelo mercado.

        Porém, nos últimos anos, ele tem sido muito valorizado e esta encantando, cada vez mais, os designers e arquitetos.

ladrilho-hidraulico-decorfacil
No intuito de viabilizar a disseminação do ladrilho, hoje é possível encontrar revestimentos cerâmicos que reproduzem a linguagem estética do ladrilho.

Como é a sua fabricação?

     A tinta é colocada em moldes metálicos, por cima desta tinta é colocada uma camada de cimento seco e depois, mais uma camada de cimento úmido. Em seguida, o molde é fechado e prensado. Após a prensa o ladrilho fica de molho em um tanque de água por aproximadamente 10 horas para que ele enrijeça.

3-2-ladrilhos-hidraulicos
Molde – aplicação dos pigmentos

      Os ladrilhos hidráulicos são super resistentes e suas cores podem durar por anos.

ladrilho-hidraulico-3-decorfacil

ladrilho-hidraulico-2-decorfacil

Cobogó

Restaurante Manish, São Paulo_ODVO e mínima arquitetura
Restaurante Manish, São Paulo_ODVO e mínima arquitetura

         Sua origem se dá no nordeste, mas precisamente em Recife.  Esses charmosos blocos vazados, que hoje tomam forma a partir dos mais variados materiais, foram inspirados em elementos da arquitetura árabe e assim batizados pelos seus criadores, a partir de suas iniciais: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de es. CO-BO-GÓ.

          A inspiração veio do muxarabi (Mashrabiya): elemento da arquitetura árabe, que consiste em treliças de madeira instaladas nas sacadas e janelas das casas, no intuito de permitir a abertura destas sem para tanto, possibilitar que as mulheres fossem vistas da rua.

          A sua criação foi uma solução para amenizar as condições climáticas no interior das casas nordestinas, e levantar paredes sem vedar a entrada de ar no ambiente.

          Criado em 1929, se popularizou na década de 1950 e nos últimos anos, o cobogó voltou com força total na decoração, podendo ser encontrado em materiais diversos, como mármore, vidro, cerâmica ou madeira, e até em peças de design.

Cimento queimado

Fonte: limaonaagua.com.br
Fonte: limaonaagua.com.br

             O cimento queimado saiu das casas rurais e invadiu as feiras e mostras de arquitetura e decoração.

               É uma das soluções mais utilizadas nas casas brasileiras devido ao seu baixo custo (composto basicamente de cimento e areia), flexibilidade e durabilidade.

               O que é o cimento queimado?? Ele é um piso feito na própria obra. É uma argamassa, mistura de cimento, areia e água, que é aplicada com uma espessura média de 3 cm sobre o contrapiso. Esta argamassa é nivelada, para que o piso acabado fique plano, e após este processo é feita a “queima” do cimento. Este processo nada mais é do que jogar cimento seco, em pó, sobre a argamassa mole e úmida e alisar até que fique bem liso.

cimento-queimado-sala-estar

               Ele pode ser aplicado em praticamente todos os ambientes da casa, pois apresenta alta resistência, pode ficar exposto à água. Não é recomendado que se use ele em ambientes como banheiros, pois o uso de xampus e sabonetes podem reagir e danificá-los, além de ficarem escorregadios quando molhados.

cimento-queimado-sala-estar-2

               Por ser um piso monolítico (que é feito inteiro e não em peças pequenas como o piso cerâmico) é muito comum que com o tempo vá surgindo rachaduras e trincas.

cimento-queimado-sala-jantar

               Para que o seu piso dure por muito tempo é preciso que você contrate um especialista! Muitos pedreiros irão dizer que sabem como realizar, mas é essencial que você procure um profissional que já trabalhe com este tipo de piso e execute um bom cimento queimado.  Afinal, o mau uso do material ou um desnivelamento podem comprometer o resultado.

Fonte: Arquidicas
Fonte: Arquidicas

Estilo Industrial

      A decoração com estilo industrial surgiu nos anos 50 em Nova York, onde galpões industriais, lojas e garagens se transformaram em casas e ateliês artísticos.

       Este estilo tem ganhado espaço nas residências e até mesmo em escritórios. Mesclando estilos e principalmente trazendo para o ambiente uma atmosfera moderadamente agressiva e muito moderna. O décor industrial exige bom senso, claro, mas quando bem harmonizado garante um espaço criativo e superousado.

        Este decor é uma estética mais bruta onde as estruturas arquitetônicas e/ou dos móveis apresentam-se à vista, de forma aparente. Como exemplo temos os tijolos aparentes, tubulações e canaletas elétricas expostas, madeira, ferro, vigas e pilares a vista, escada metálica vazada, iluminação de trilho, pisos em cimento queimado e espaços integrados. O resultado? Ambiente moderno e rústico ao mesmo tempo.

estilo-industrial-cozinha-luminária-2

       Devemos ser muito cautelosos para o espaço não ficar carregado demais, devido a quantidade de elementos e texturas, e também para que a casa não fique fria como é numa indústria.

 Dicas de como fazer uma composição como esta?

Misturar estilos

Fonte: oficinadearquiteturabh.blogspot.com.br
Fonte: oficinadearquiteturabh.blogspot.com.br

     Para não deixar a decoração muito pesada, o segredo é a mescla de estilos. Os móveis e acessórios vintages combinam muito bem com os materiais brutos.

      Utilize móveis modernos, contrastando com o industrial e com isso criando uma composição mais descontraída e personalizada.

     Mesclar móveis reaproveitados, de design mais antigos, com peças novas, luminárias pendentes e iluminação focalizada.

Uso de cores

A principal característica deste estilo é o uso de cores neutras, principalmente o cinza.

A dica é utilizar tons neutros nas paredes e pisos e utilizar tons mais marcantes nos acessórios, como almofadas, vasos.

estilo-industrial-sala-estar-colorida

Ambientes integrados

estilo-industrial-vigas-metalicas

     Como a origem do estilo industrial se deu com o surgimento dos lofts, nada mais justo que os ambientes sejam integrados. O segredo neste caso é procurar compor o ambiente com itens, acessórios e cores comuns, a fim de criar um espaço harmonioso e bem-integrado.


Pendentes

     Os pendentes com a pegada industrial são ótimos para qualquer tipo de espaço. Eles combinam com o chique, o moderno e dão um toque masculino e orgânico ao ambiente.

         Podemos abusar da criatividade e propor um ambiente cheio de personalidade!

estilo-industrial-cozinha-luminária

Mais idéias do estilo industrial para você!

 

Fonte: casavogue.globo.com/
Fonte: casavogue.globo.com/

estilo-industrial-escada

estilo-industrial-cozinha

Styling Anna Mård; Ulkner
Styling Anna Mård; Ulkner

Lavabos

Fonte: https://br.pinterest.com/pin/481181541418070660/
Fonte: https://br.pinterest.com/pin/481181541418070660/

  Os Lavabos são minis banheiros havendo apenas o lavatório e o sanitário. São geralmente dedicados aos visitantes e por serem pequenos e fechados podem ter uma decoração mais arrojada para que se diferencie dos demais ambientes da casa.

    Muitos lavabos são pequenos, exigindo bancadas especiais e truques para ampliar.

  Espelhos têm a função de decorar e ainda dar sensação de amplitude. Portanto, são sempre bem-vindos. Vale uma bela composição de vários espelhos em cima da bancada ou mesmo inteiros na parede.

    Lidar com cores neutras é mais fácil e minimiza chances de erros. Mas, se quiser usar cor forte e chamativa no lavabo, pode até ser em todas as paredes, desde que não fique carregado e combine com a personalidade dos moradores, porque é uma proposta mais ousada.

Fonte: http://www.transformesuacasa.com.br/dicas-de-decoracao-de-lavabo-pequeno/
Fonte: http://www.transformesuacasa.com.br/dicas-de-decoracao-de-lavabo-pequeno/

      E que tal incrementar o lavabo com revestimentos nas paredes? Por ser uma área em que não irá ter vapores de água, como em um banheiro comum, as possibilidades são grandes e conta com papel de parede, os mais variados revestimentos, cortinas, tapetes, textura, pastilha e pedra.

 Plantas, naturais ou artificiais, também dão charme e personalidade ao lavabo.

Na hora de decorar, não se esqueça de levar em conta a facilidade de manutenção e limpeza.

Scroll To Top