Isadora Jacques Arquitetura

Ladrilho Hidráulico

ladrilho-hidraulico-painel

      A origem do nome ‘ladrilho hidráulico’ vem do seu processo de fabricação, que utiliza água, por este motivo ‘hidráulico’.

    Eles são práticos, artesanais e ecologicamente corretos, isto é, sua produção totalmente artesanal não consome energia nem emite gases, evitando prejuízos ao meio ambiente.

ladrilho-hidraulico-5-portalcasa     ladrilho-hidraulico-4
Os ladrilhos hidráulicos remontam ao século IV, período em que o Império Bizantino dominava grande território entre a Europa e a Ásia. Castelos, palácios e grandes feitos da arquitetura européia do séc. XVII carregam em sua essência, a beleza transmitida pelos ladrilhos – que mostraram excelência ornamental como pisos e revestimentos. Já no Brasil, as primeiras fábricas surgiram no final do século XIX, em São Paulo.

      Segundo o Manual de ladrilho hidráulico (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND, 2010), embora no passado fosse uma alternativa na produção de revestimentos com caráter essencialmente decorativo pelas disponibilidades existentes, em 1960 o ladrilho hidráulico deixou de ser competitivo e muitas fábricas pararam de produzi-lo na medida em que se popularizava o piso cerâmico. O produto foi perdendo status, até se tornar depreciado pelo mercado.

        Porém, nos últimos anos, ele tem sido muito valorizado e esta encantando, cada vez mais, os designers e arquitetos.

ladrilho-hidraulico-decorfacil
No intuito de viabilizar a disseminação do ladrilho, hoje é possível encontrar revestimentos cerâmicos que reproduzem a linguagem estética do ladrilho.

Como é a sua fabricação?

     A tinta é colocada em moldes metálicos, por cima desta tinta é colocada uma camada de cimento seco e depois, mais uma camada de cimento úmido. Em seguida, o molde é fechado e prensado. Após a prensa o ladrilho fica de molho em um tanque de água por aproximadamente 10 horas para que ele enrijeça.

3-2-ladrilhos-hidraulicos
Molde – aplicação dos pigmentos

      Os ladrilhos hidráulicos são super resistentes e suas cores podem durar por anos.

ladrilho-hidraulico-3-decorfacil

ladrilho-hidraulico-2-decorfacil

Cobogó

Restaurante Manish, São Paulo_ODVO e mínima arquitetura
Restaurante Manish, São Paulo_ODVO e mínima arquitetura

         Sua origem se dá no nordeste, mas precisamente em Recife.  Esses charmosos blocos vazados, que hoje tomam forma a partir dos mais variados materiais, foram inspirados em elementos da arquitetura árabe e assim batizados pelos seus criadores, a partir de suas iniciais: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de es. CO-BO-GÓ.

          A inspiração veio do muxarabi (Mashrabiya): elemento da arquitetura árabe, que consiste em treliças de madeira instaladas nas sacadas e janelas das casas, no intuito de permitir a abertura destas sem para tanto, possibilitar que as mulheres fossem vistas da rua.

          A sua criação foi uma solução para amenizar as condições climáticas no interior das casas nordestinas, e levantar paredes sem vedar a entrada de ar no ambiente.

          Criado em 1929, se popularizou na década de 1950 e nos últimos anos, o cobogó voltou com força total na decoração, podendo ser encontrado em materiais diversos, como mármore, vidro, cerâmica ou madeira, e até em peças de design.

Estrutura Metálica

Vantagens e desvantagens da estrutura metálica

 

casa-2

            O uso de estrutura metálica ganha cada vez mais adeptos em construções residenciais. Este crescimento se dá pelos novos conceitos de casas integrada, em que a cozinha, sala de jantar e sala de estar estão juntas sem paredes divisórias.

            Os projetos integrados necessitam de grandes vãos. Por ser um material leve e que resista a esforços maiores, a estrutura metálica ou somente as vigas vem tomando espaço do concreto armado.

            “Segundo a executiva da CBCA, em processos convencionais, o desperdício de materiais pode chegar a 25% em peso. Com o aço, o entulho da obra deixa de existir ou é reciclado. “Por serem mais leves, as estruturas metálicas podem reduzir em até 30% o custo das fundações”, diz Carolina. O tempo de construção é reduzido entre 10% e 20%.”

(Fonte: http://www.cbca-acobrasil.org.br/site/noticias-detalhes.php?cod=7072)

 

casa-3

 Vantagens:

 

  • Prazos curtos para execução -> o tempo de fabricação médio das peças é de 30 dias e o da montagem, de uma semana a 15 dias;
  • Podem ser desmontados e remontados em outro local
  • Racionalização de material e mão de obra -> por ser fabricado em industrias, evita o desperdício;
  • Obra limpa e organizada -> como a estrutura é fabricada em fábricas próprias, não há necessidade de ter depósitos de cimentos, areia, madeira. Sem contar que não produz entulhos;
  • Maior distância entre os vãos e maior área útil -> os pilares e vigas são mais delgados (finos) do que os equivalentes de concreto e suportam vãos maiores.

casa    casa metalica

Desvantagens:

  • Maior custo -> o preço para construir com esta estrutura pode ser de 5 a 20% maior se comparado à estrutura de concreto.
  • Não é indicado para pequenas construções -> não é economicamente viável para pequenas construções.
  • Desembolso em curto espaço de tempo -> por ser uma construção rápida, o pagamento também será rápido;
  • Necessidade de mão-de-obra e equipamentos especializados para a fabricação e montagemb-> O Brasil ainda carece em mão-de-obra especializada;
  • Temperatura -> A estrutura metálica não retém a temperatura e em regiões mais frias ou muito quentes será necessário investir em isolamento térmico para tornar o ambiente mais aconchegante.

Fontes:

http://blog.construir.arq.br/estrutura-concreto-x-estrutura-metalica-vantagens-desvantagens/
 http://www.cbca-acobrasil.org.br/site/noticias-detalhes.php?cod=7072

Azul serenity

azul-serenity-pantone

           Já falamos do Rose quartz no post anterior e hoje vamos falar do Azul Serenity. Ele é mais um dos tons da Pantone para representar o ano de 2016.

      Esse tom é acolhedor e psicologicamente realiza o nosso desejo de tranquilidade e segurança.

      A tendência é usar os tons de rosa e azul separados e compondo com beges e cinzas, buscando sempre o equilíbrio. O uso destas duas cores é um pouco difícil, comece aplicando elas pontualmente, como em almofadas, poltronas, luminárias. E com bastante cautela e cuidado é possível chegar a um equilíbrio e tornar o ambiente agradável e tranquilo.

azul-serenity-bouque

Westwing-Rosa-Quartz-e-Serenity

Decorando a Sala de Estar

sala-estar-pequena

A decoração da Sala de estar deve ser pensada com muito cuidado e planejamento. Com os apartamentos cada vez menores fica ainda mais complicado conseguir decorar esta peça da casa sem que ela fica cheia demais e sem espaços para locomoção.

Com algumas dicas simples é possível fazer com que o cômodo fique mais amplo, confortável e bonito. A tarefa não é difícil, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam.

Definir a funcionalidade

     O primeiro passo a ser dado é definir qual será a funcionalidade deste ambiente. Ele será para receber amigos? Será um espaço de leitura; para assistir TV?  Identificando a função que ele irá desempenhar fica mais fácil escolher os móveis e decoração.

     Após esta etapa é importante ter em mente as dimensões exatas do seu espaço. Nunca vá a uma loja de móveis sem ter essa informação! Você estará correndo o risco de se apaixonar por um sofá e quando ele chegar na sua casa você descobrirá que ele é muito maior do que a sala.

       Existem milhões de modelos de sofá. É preciso ficar atento para não acabar perdendo ainda mais espaço!

Cores claras

      Escolha apenas uma cor para pintar as paredes, assim você criará sensação de continuidade nas paredes, gerando amplitude ao cômodo.  Para dar um colorido na peça, aposte no papel de parede em uma das paredes.

Cuidado com as cores!

     Móveis coloridos estão super em alta e são lindíssimos! Mas tenha cuidado para não exagerar e acabar colorindo demais a sua sala. Use estampas e cores que conversem, que uma não se sobresaia sobre a outra, deixando o ambiente cansativo. 

     Se você gosta de cores aposte em cores nos detalhes, como almofadas e adornos. Você também pode ter móveis neutros e pintar uma das paredes ou até mesmo aplicar papel de parede com alguma estampa.

sala-de-estar-pequena-com-decoracao-simples-e-bonita
Uso de cores na parede e adornos

Use espelhos

      Quando tratamos de pequenos espaços, os espelhos são um forte aliado. Além de charmosos e sofisticados, criam amplitude e dão a sensação de que o ambiente é maior. Eles também ajudam a difundir a luz, deixando o cômodo mais claro.

        Tenha cuidado para que o espelho na reflita uma vista desconfortável como, banheiro, lavanderia, cozinha, ou alguma parte da sua sala de estar que não seja tão atraente.

sala-espelho
Uso de espelho na sala Fonte: arquitetas Daniella e Pricilla de Barros

puffs-para-a-decoracao-da-sala
Uso de puffs na decoração Fonte: www.lojaskd.com.br/

 

Puffs são excelentes aliados

Em apartamentos pequenos eles funcionam como poltronas na hora de acomodar mais pessoas sendo um aliado na hora de receber visitas.

Eles, também, dão um toque descontraído e divertido à decoração, além de servirem de mesa de apoio.

Mesas de centro

     Caso você opte em usar uma mesa de centro, escolha uma que seja de tamanho pequeno e proporcional ao espaço da sua sala, assim não prejudicará a circulação do ambiente.

       Se  a sua sala é muito pequena, opte por uma mesa de centro  transparente, de vidro ou acrílico, pois ela não deixará a sala de estar com aspecto de pequena. Os elementos transparente acabam ‘desaparecendo’ e não pesam na decoração.

        Escolha mesas de centro retangulares ou redondas, por que não fecharão tanto a passagem. Não se esqueça: a mesa de centro deve ficar no máximo 60 cm de distância do sofá ou poltrona principal da sala e no mínimo 50 cm, para que você possa alcança-la sem precisar se levantar e também para ter espaço de passagem livre.

Scroll To Top